Quirologia Contemporânea

Posted by on Sep 12, 2014 in Blog, numerologia Notícias, Quirologia | 2 comments

Capa - Quirologia Contemporanea

INTRODUÇÃO

“Quiromancia ou Quirologia?”

 

Nós entramos neste mundo – dimensão – com linhas nas mãos. Dois a três dias depois da nossa partida – morte – todas desaparecem.

 

A Quirologia, contrariamente à Quiromancia, indica que somos nós os mestres do nosso Destino, por essa razão, podemos danificar uma linha saudável, mas também podemos reparar uma linha deteriorada. As linhas são fruto do nosso pensamento consciente, seja ele negativo ou positivo – mudamos o pensamento, mudamos as linhas.

Em tempos remotos, quando os ciganos eram praticamente os únicos que transportavam esta ciência, a crença indicava que tudo o que víamos nas mãos era aquilo que nos esperava – que tínhamos de viver. Hoje, embora muito do que está ‘marcado’ nas nossas mãos tenha a ver com a nossa personalidade e comportamento, chegámos à conclusão que pouco muda ao nível da Supraconsciência – Palmas, Forma e Montes. Muito acontece ao nível da Subconsciência – linhas Primárias. Ao nível do Consciente – linhas Secundárias – tudo está em grande movimento.

A palavra Quiromancia – Chreiromancia – deriva do grego, ‘Cheiro’ quer dizer mão, ‘Mancia’ profecia. A Quiromancia Moderna é hoje conhecida em vários países como ‘QUIROLOGIA’, cuja interpretação quer dizer, ‘Estudo das Mãos’.

Os tempos mudam e com ele as energias e as intenções, sem falar das novas maneiras de ver e viver a vida. A diferença entre a Quiromancia e a Quirologia, é o facto de sabermos que nada é estático e que tudo pode ser alterado.

A caminhada e estudo que me levaram a escrever este livro não foi fácil. Comecei com grande interesse, entusiasmo e paixão para rapidamente chegar à desilusão. Existem centenas de livros no mercado, o que, à primeira vista é ótimo para podermos aprender esta linda arte/ciência, mas quando as informações entre eles se contradizem, o aluno facilmente fica baralhado, desiludido a ponto de se sentir atraiçoado. Uns dizem que a linha do Coração começa neste ponto e termina naquele, depois, outros dizem exatamente o contrário!? Como não gosto de contradições e incertezas decidi abandonar o projeto, o problema foi que ele não me largou, agarrou-se a mim como uma carraça. A única maneira de ultrapassar essas ditas contradições era a prática, o tempo e a experiência. Por exemplo, hoje já não questiono onde nasce a linha do Coração e que direção toma, ao analisar e olhar para as minhas mãos praticamente todos os dias durante anos, levou-me a essa conclusão. O passado nunca muda mas o futuro pode mudar.

Nós somos réplicas do Universo e, como todas as estrelas e planetas, também dançamos e giramos no interior dele. É por essa razão que a galáxia está gravada nas palmas das nossas mãos.

 

Como arte/ciência, a Quirologia tem sido estudada pelas maiores mentes da nossa história, incluindo Aristóteles, Anaxágoras, Platão, Julius Speer, Karl Jung e muitos outros. Grandes civilizações incluíram a Quirologia no interior da sua cultura – Chineses, Hebreus, Egípcios, Hindus, Gregos, Tibetanos, Babilónicos e também em vários países Europeus. Não é a primeira vez que uma enfermeira me diz no meu escritório que conhecem e testemunharam médicos a abrir as mãos de um recém-nascido para verem as linhas. É um facto, qualquer pessoa com enfermidades tem uma mão diferente daquilo que podíamos dizer, normal. Basta olhar para as mãos de quem tem Síndrome de Down e verá a enorme diferença, na formação e trajeto das linhas.

Desde 1999 que pratico intensivamente a Quiromancia, depois de tanto estudo e centenas de mãos, cheguei à conclusão que muitas das informações mudaram e já não se aplicam nos tempos de hoje. Exemplo: as linhas das crianças – filhos – não indicam necessariamente o número de filhos que a pessoa vai ter. A linha do Afeto/União, não indica quantos casamentos ou relações a pessoa vai ter. A linha do veneno – nome antigo – é na realidade a linha das alergias. Por essa razão, toda esta pesquisa levou-me a adotar o nome Quirologia, onde muitas das interpretações, expressões e informações antigas na Quiromancia foram modificadas. O que vos proponho neste livro é uma abordagem mais concreta e direta que, se usada com respeito e responsabilidade, lhe será com certeza muito útil.

 

 

 

António L. Santos, 2014

2 Comments

  1. Olá!

    Vocês fazem consultas/análises quirológicas à distância, através de fotos, scaners da mão ou coisas assim? Se o fazem, como seria a análise?

    Att,
    Andréa.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *