Gestão do Tempo | António L. Santos

Posted by on Nov 28, 2017 in Blog, Celebrities, numerologia Notícias, Quirologia, Resources | 0 comments

the_time_traveler_by_xetobyte

 

 

Gestão do Tempo

NCC.Coaching 2017 | Solutions in Motion | António L. Santos

 

É muito comum ouvir expresses ou comentários como:

 

          “O tempo não existe!”

          “O tempo é apenas ilusão!”

          “(etc.)”

 

No entanto, viver no interior deste planeta ou dimensão, não podemos ignorar o ‘relógio’ e tudo o que revolve à volta do tempo.

 

Na minha longa prática na área do desenvolvimento pessoal/humano cheguei à conclusão que todas as pessoas que vivem um sucesso claro e presente são seres que compreendem, respeitam e aprenderam a gerir o tempo. Por outro lado, todos os que têm dificuldades nas diversas áreas da vida, são as pessoas que mais ouvimos dizer:

 

          “Não tenho tempo para nada!”

          “Isso era se tivesse tempo!”

          “Pois, e o tempo para!? (…)”

 

É necessário compreender e aceitar que o tempo é algo que pode jogar em nosso favor mas também contra nós!

 

Quantas vezes me perguntaram como é que faço para poder chegar a tudo o que faço e ainda ser capaz de escrever e publicar três livros (total 1100+ páginas) em dezoito meses? Chama-se ‘Gerir o Tempo Eficazmente’, o que não é fácil para muitos e muito menos para quem, como eu, é muito impulsivo e impaciente.

 

Vou partilhar convosco a minha ‘técnica’ em 35 pontos, no entanto, como tudo, a aplicação é necessária e crucial, caso contrário, arrisca esperar muito ‘tempo’.

Utilizar os tempos ‘mortos’.

Pintar, conduzir, fazer limpeza, arrumar uma garagem, um escritório, jardim, preso no tráfico, uma longa viagem… são ocasiões em ouro para poder ouvir programas áudio, cursos, palestras e workshops gravados. Quando tenho de ir a uma clinica, ou outro local onde sei que vou esperar, levo sempre comigo algo para ler, estudar, corrigir, etc.

 

1- Utilizar os tempos ‘mortos’.

Pintar, conduzir, fazer limpeza, arrumar uma garagem, um escritório, jardim, preso no tráfico, uma longa viagem… são ocasiões em ouro para poder ouvir programas áudio, cursos, palestras e workshops gravados. Quando tenho de ir a uma clinica, ou outro local onde sei que vou esperar, levo sempre comigo algo para ler, estudar, corrigir, etc.

 

2- Um pequeno bloco de notas – um verdadeiro Amigo.

Todos os dias utilizo alguns minutos para visualizar o dia de amanhã e escrever no bloco de notas as 5 coisas mais importantes que tenho de fazer. Na manhã seguinte é a primeira coisa que consulto – um simples ato que traz ordem e estrutura ao meu dia – conforme vou fazendo vou riscando.

 

3- Distrações.

As distrações são um gigante consumidor de energia – pessoas, televisão, Facebook, smartphones, etc., são, se permitirmos, verdadeiros ladrões de tempo. Todos estes ‘gadgets’ existem para me ajudar a ter mais tempo, não para consumir o meu tempo.

 

4- Analise sempre.

Aquilo que estou para fazer, será que vale mesmo o tempo e energia que me preparo a investir?

 

5- Nas apresentações ou reuniões.

Encontros, reuniões, workshops, conferências, visitas, é muito importante definir o tempo que lhe quero consagrar e depois respeitá-lo!

 

6- Respeito as horas de encontro.

Dou-me sempre uma margem de tempo para chegar a horas, não gosto de fazer esperar ninguém e desteto esperar por alguém. Esta situação pode estragar o resto do dia e alterar muita coisa mesmo em dias posteriores.

 

7- A filosofia dos 60 segundos.

Utilizo com frequência aquilo que apelido de ‘filosofia dos 60 segundos’. Não perco tempo a tentar justificar aquilo que não interessa. A explicar a quem não percebe ou quer perceber. A queixar-me ou elogiar-me. Zangar-me ou manifestar alegria. ‘Tudo o que é demais é moléstia!’

 

8- Evito gente negativa.

Os carentes, os pessimistas, os espíritos de contradição, os queixosos, os negativos, os que falam constantemente mal dos outros, são grandes consumidores de energia. Desligo ou frequento o menos possível.

 

9- Uma hora para mim.

Na minha gestão do tempo é muito importante guardar uma hora para caminhar, meditar, contemplar. Uma hora de tempo só é para mim sagrado.

 

10- O meu corpo.

Respeito imenso o tempo que o meu corpo necessita para se reestabelecer. É muito importante dormir as minhas 8 horas por dia e ter um relógio biológico estabelecido.

 

11- A estrutura.

A organização e a estrutura em tudo o que empreendo leva-me a fazer mais em muito menos tempo. Não vou ao supermercado sem lista! Funciono com duas agendas – uma onde posso ver a semana e outra onde vejo o mês inteiro.

 

12- Pessoas ‘chave’.

Guardo comigo os contactos pessoais de pessoas chave – mecânico, medico, dentista, etc., nunca sei quando irei necessitar de algo urgente.

 

13- Pessoa interessante.

Quando encontro alguém interessante, com algo em particular que me possa ser útil, peço-lhe o seu contacto.

 

14- E-mails e SMS.

Com a tecnologia moderna, os e-mails e SMS’s são algo corrente nas novas vidas, no entanto, também nos podemos ‘afogar’ neles. Faço sempre uma triagem – respondo em ordem de importância ou suprimo!

 

15- Coisas sem importância.

Não invisto tempo ou energia em coisas que não me servem ou que pouco ou nenhum valor têm – conversas de ‘chaça’, etc.

 

16- Problemas.

Não perco tempo com ‘problemas’. Desde jovem digo, ‘em cada problema existem 4 soluções’, é aqui que consagro o meu tempo e energia, nas soluções! A vida é constituída de escolhas e decisões – ou escolhemos fazer parte do problema ou da solução.

 

17- Lixo.

Documentos, papelada velha, etc., que para nada serve vão diretamente ao lixo. Gosto de espaço livre, não do inecessário engarrafamento que me impede de funcionar rápido.

 

18- Se não funciona.

Não consagro tempo ou energia a justificar aquilo que não funciona – se não funciona… fora!

 

19- E.P.A.

Não consagro tempo a Explicar, a Proteger ou Atacar. Não tenho nada a Explicar a quem não quer compreender. Não vou Proteger um ponto de vista por capricho. Não necessito Atacar ninguém em nada para provar seja o que for.

 

20- HSI

A Honestidade, a Sinceridade e a Integridade, são virtudes que, a médio e longo prazo me fazem ganhar muito tempo.

 

21- Horas a evitar.

Evito estar, conduzir, viajar ou deslocar-me em horas de ponta. Não jogo golf aos fins-de-semana ou cedo de manhã para evitar de perder tempo à espera da minha vez.

 

22- Atento áquilo que quero.

Estou, o mais possível, consciente daquilo que quero, assim, evito de perder tempo com aquilo que sei que não quero e pronto a receber aquilo que sei que quero.

 

23- Bagagem.

Transporto comigo somente aquilo que é necessário quando é necessário. Va para onde ir levo comigo o que necessito para a tarefa que me espera.

 

24- Os erros.

Os erros fazem perder tempo, por essa razão, tento aprender o máximo possível quando passo por eles. No meu ver, um erro soe e erro quando é repetido pela mesma pessoa.

 

25- Dentistas e Mecânicos.

Não perco o meu precioso tempo a fazer perguntas ao meu dentista com respeito ao meu carro ou ao meu mecânico quando tenho problemas de dentes!

 

26- A preocupação.

A preocupação é ladrão – as preocupações não somente nos fazem perder tempo, fazem-nos perder energia. Quando algo não está aqui agora, não necessita ser feito. Não me preocupo com aquilo que não posso resolver, por outro lado, não me preocupo com aquilo que posso resolver, porque, se o posso resolver porquê preocupar-me?

 

27- Não me desloco de qualquer maneira.

Antes de me deslocar e fazer quilómetros de distância, telefono para ver se a pessoa ou a situação que pretendo está presente e disponível quando chego.

 

28- As refeições.

29- Respeito imenso as minhas horas de refeição, especialmente o meu pequeno-almoço que, para mim é a refeição mais importante do dia. Assim, saio de casa pronto a enfrentar o dia e tudo o que ele me possa enviar.

 

30- Escuto o meu corpo.

O meu corpo é o meu veículo de transporte mais importante, por essa razão, escuto atentamente aquilo que me tenta transmitir através da sua ‘linguagem’. Quando ele não está bem, a perda de tempo é iminente e muito desagradável.

 

31- Delegar.

Quando delego tento ser o mais claro possível para evitar confusões, frustrações e perdas, de dinheiro e de tempo.

 

32- O físico.

A energia física é crucial, por essa razão tento estar em forma – manter um peso ideal, caminhar muito e, no meu caso, jogar golf pelo menos duas vezes por semana.

 

33- A Net.

Não perco tempo a procurar o que posso facilmente e rapidamente encontrar na Net.

 

34- A Procrastinação.

O adiar isto ou aquilo. Pôr para mais tarde. Não nos leva a ter mais tempo, pelo contrário, é em si consumidor. O peso mental que isso causa – o remorso e sentimento de não ter cumprido – mói-nos por dentro. Utilizo a filosofia do: ‘(…) tudo o que está feito, não necessita de ser feito!’ a Procrastinação é um consumidor de tempo contínuo.

 

35- O Tao.

Pratico a filosofia do Tao. O Tao faz nada mas não deixa nada por fazer. Apresento-me sempre à vida sem nada para fazer – disponível – assim posso fazer tudo o que é necessário fazer no momento em que necessita de ser feito.

 

NCC.Coaching 2016 | Solutions in Motion | António L. Santos

 

 

NCC.Coaching 2016 | Solutions in Motion | António L. Santos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *