Declino, Estratégia, Memória ou Inspiração

Posted by on Apr 11, 2018 in Blog, Celebrities, numerologia Notícias, Quirologia, Resources | 0 comments

antonio

ines

Declino, Estratégia, Memória ou Inspiração

Ps. Deixo Aqui A Pergunta – Desafio – A Todos Os Formandos Que Seguiram Formações De Numerologia-Intuitiva-Coaching.

Existem quatro razões possíveis por detrás das experiências que vivemos – Declino, Estratégia, Memória ou Inspiração. É importante notar e compreender que nem tudo o que experimentamos tem uma ligação kármica, ou seja, ligado a vidas anteriores ou memórias confusas, não! Existem outras razões!

A nossa passagem aqui, por mais que tentasse-mos compreender, jamais chegaremos ao entendimento total com este cérebro – processador – humano. Provavelmente uma das maiores experiências que fazemos nesta dimensão é a experiência do mistério.

Como tudo o que fazemos aqui nesta dimensão – abrir e fechar, começar e acabar – a nossa evolução como Seres de Luz funciona no mesmo princípio. Abrimos e fechamos círculos. Começamos e terminamos capítulos. No fim, é apenas isso que conta, experiências concluídas e memórias purificadas.

Sem ordem ou grau de importância, estas são as quatro possibilidades por detrás dos pormenores, situações e circunstâncias da sua vida:

1- MEMÓRIA. Experiências ligadas em ‘programa e memória’ a passagens em outros corredores em outros capítulos que pedem fecho, limpeza, cura, purificação. Estas passagens, acontecimentos, circunstâncias apresentam-se muitas das vezes como injustiças, má sorte, perdas, instabilidade…

2- INSPIRAÇÃO. Estas passagens NÃO ESTÃO ligadas a memórias ou programas passados. Vêm a nós momentaneamente como matéria de curso, formação, teste, desafio, que dão origem à expansão do Ser…

3- ESTRATÉGIA. Neste caso utilizamos as experiências como estratégias para evitar a abertura ou a continuação de certos corredores. Trata-se duma forma de controlo sobre o Ego e de todas as possíveis distrações no interior da experiência e grupo no qual se manifestamos…

4- DECLINO. Neste caso a cura e limpeza que fazemos é em situações que na realidade NÃO NECESSITAM. O que acontece neste processo é declinarmos uma ligação futura a Seres e/ou ‘coisas’. TERMINAMOS ANTES DE COMEÇAR.

Quando atingimos a consciência Crística ou a dita Iluminação, o nosso interesse pelas experiencias físicas matérias é reduzido ou consideravelmente diminuído.

• Por exemplo: Vamos visitar as pirâmides do Egipto. Sem dúvida muito lindo e misterioso.
• Vamos mais uma vez visitar as pirâmides do Egipto. Continua a ser lindo e misterioso.
• Mais uma vez vamos visitar as pirâmides do Egipto… É muito provável que já não nos interesse ou o interesse foi consideravelmente reduzido.

Como fazer para saber qual delas se aplica? Será Memória? Inspiração? Estratégia? Declino? Entre alguns, o Dr. Hew Len, um dos grandes pioneiros do Ho’Oponopono, diz ser impossível saber. Embora não desconcorde totalmente, porque há sempre exceções à regra, a Numerologia pode, em muito casos – mais do que menos – oferecer-nos essa resposta. Embora muita informação esteja encriptada no nosso Código-de-Vida, se quisermos ir mais longe devemos associá-lo às pessoas mais significativas na nossa vida.

Caso 1

É muito comum dizer que somos nós que escolhemos os nossos pais. No entanto a realidade vai além dessa simples escolha.

“Como poderíamos nós escolher alguém ou algo que não quer estar connosco? “

Quando digo ‘eu escolhi os meus pais’ o que na realidade escolhi foi um programa com ligação aos meus pais o que automaticamente nos informa que a escolha foi mútua e minuciosamente decidida.

Neste primeiro caso vamos analisar em conjunto o Código-de-Vida, meu e da minha escolhida MÃE e assim desvendar aquilo que, sem a Numerologia, ficaria no reino do mistério.

A marcante presença da energia 1 (Destino, Personalidade, Motivação e segundo Período de Vida) indica que irei viver a ausência de um/a dos progenitores. Pode ser devido a um divórcio, filho de mãe solteira, viuvez, marido a trabalhar no estrangeiro ou outras razões que levem ao mesmo resultado. No meu caso foi a partida do meu pai para o estrangeiro. A presença do 9 como meu primeiro Pináculo vem reforçar este facto, marcando a passagem como difícil e carente. A presença do 9 tem duas interpretações. A- É conhecido como vibração humanitária, coração tenro, filantropia. B- Indica drama, perda, sofrimento. O 9 como primeiro Pináculo nunca indica a primeira interpretação, está sempre ligado a passagens complicadas.

Qual será a razão por detrás da minha escolha de mãe: Memória, Inspiração, Estratégia Ou Declino?

Antonio L. Santos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *